Cancelar
Acesso CNTV

Dirigentes da CNTV vão a Sergipe apoiar a luta dos vigilantes para sair do salário mínimo

16Mai

O presidente da Confederação Nacional dos Vigilantes (CNTV), José Boaventura, juntamente com o diretor da CNTV José Cícero Ferreira e os diretores dos sindicatos de Alagoas e da Bahia Mônica, Pituba e Djalma, se reuniram com lideranças locais e advogados no Sindicato dos Vigilantes de Sergipe (Sindvigilantes/SE) para apoiar a retomada das negociações e da mobilização da categoria.
Com data-base em 1º de fevereiro, os vigilantes sergipanos estão até hoje sem renovação da convenção coletiva, sem reajuste de salário e com piso abaixo do salário mínimo. Além disso, o Sindvigilantes tem atravessado uma crise política que inclui o afastamento da antiga diretoria, transição por meio de uma junta governativa e a eleição, em abril passado, de uma diretoria que ainda não possui registro no Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), pois ainda sobrevivem pendências judiciais.
Os dirigentes da CNTV e dos Sindicatos de Alagoas que já tinham participando de uma Assembleia da categoria no último dia nove, hoje acertaram um plano de ação com objetivo de retomar a negociação e a mobilização dos vigilantes.
Na pauta de reivindicações dos sergipanos constam a elevação do risco de vida dos atuais 15 para 30%, conforme a lei 12.740; piso salarial de R$ 850 (hoje o valor pago é de R$657,91, abaixo do mínimo); vale alimentação dos atuais R$ 48 reais para R$ 300; plano de saúde; elevação da diária de viagem; retorno do premio assiduidade, entre outros.
Com a concordância em retomar as negociações já manifestada por escrito à CNTV pelo Sindicato patronal, a direção do Sindvigilantes deve discutir com a categoria a melhor oportunidade, inclusive a necessidade de greve caso os patrões não atendam às suas reivindicações. “Por enquanto vamos apostar na possibilidade da negociação”, esclareceu Boaventura.
Para Boaventura , este é o momento para deixar de lado as disputas pela poder no Sindicato e unir todos com um único objetivo: melhorias para a categoria “Precisamos tirar a categoria da situação vexatória de salário abaixo do mínimo e da falta de pagamento do nosso risco de vida/periculosidade, bem como combater as péssimas condições trabalho, a insegurança e assédio moral comum nas empresas de Sergipe”. “Estaremos apoiando a categoria, seja na negociação, na greve ou qualquer outra decisão”, assegurou.

0 comentários para "Dirigentes da CNTV vão a Sergipe apoiar a luta dos vigilantes para sair do salário mínimo"
Deixar um novo comentário

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.Mínimo de 70 caracteres, por favor, nos explique melhor.