Cancelar
Acesso CNTV

Polícia de MT busca apoio de estados para apurar assalto a carro-forte

05Jun

Em ) - 3 mil 30 30%

A Polícia Civil busca apoio de outros estados nas investigações do assalto a um carro-forte na última sexta-feira (1°), na BR-163. O delegado que comanda as investigações, Flávio Stringueta, não descarta a possibilidade da quadrilha ter vindo de estados vizinhos.

“Nós temos contatos com os grupos das polícias dos estados vizinhos de roubo a banco, que são parceiros nessas atividades, já que criminosos desse tipo não escolhem estados e localidades para cometerem seus assaltos. Portanto, trabalhamos em conjunto com os estados vizinhos também para conseguirmos informações nesse sentido”, ressaltou.

O roubo ao carro-forte chamou atenção por causa do grande potencial de armamento da quadrilha. Na data do crime, funcionários de uma empresa de vigilância que trafegavam pela região do Posto Gil, próximo à cidade de Diamantino, a 209 km de Cuiabá, foram surpreendidos. Os criminosos explodiram o cofre que estava dentro do veículo e fugiram com os malotes de dinheiro.

A Polícia Civil analisa o material apreendido no local. “O material que foi retirado do local são 30 bananas de dinamite que estavam amarradas junto a um imã. Pelo que nós pudemos notar na ação, os assaltantes iriam jogá-la no veículo e ficaria grudada ao metal do carro-forte e a explosão aconteceria logo depois. Acontece que na abordagem, eles utilizaram uma arma de grosso calibre, que nós encontramos a cápsula. E o veículo após ser atingido, parou no local, não tinha como se movimentar mais. O primeiro carro forte a ser atingido era o que vinha atrás. Na segunda ação, eles não contavam com a manobra do primeiro carro-forte, que os atingiu”, explicou o investigador Ariniel Velasco.

Segundo o investigador, os veículos levavam dinheiro para bancos da Região Norte do estado. A Polícia Militar está fazendo buscas na região de Diamantino e montou barreiras em pontos estratégicos.

Na madrugada deste domingo (3), dois homens suspeitos de integrar a quadrilha que explodiu o carro-forte foram presos. A dupla estava em uma caminhonete com placa de Belém, capital do Pará, que acabou interceptada pelos policiais, em uma barreira da Polícia Militar montada na entrada da cidade de Chapada dos Guimarães, a 65 quilômetros de Cuiabá. Eles traziam na caminhonete, armas, munições de grosso calibre e R$73 mil em dinheiro.

De acordo com o delegado Flávio Stringueta, as explicações dadas aos policiais militares no momento da prisão foram contraditórias. “Essas pessoas deram versões iniciais que são contraditórias e que vão ser investigadas para descobrir se realmente estavam neste assalto”, pontuou.

0 comentários para "Polícia de MT busca apoio de estados para apurar assalto a carro-forte"
Deixar um novo comentário

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.Mínimo de 70 caracteres, por favor, nos explique melhor.