Cancelar
Acesso CNTV

Bancos tiram portas-giratórias, mas Câmara pede para manter, em SJC

17Fev

A Câmara de São José dos Campos aprovou um projeto de lei que torna obrigatória a instalação de portas giratórias nos bancos da cidade. Os números mostram que elas trouxeram mais segurança aos bancos, diminuíram os assaltos, mas por outro lado, geraram desconforto para muitos clientes. Por isso alguns bancos decidiram tirar as portas giratórias das novas agências.

É um equipamento de segurança, mas também uma máquina de constrangimento, afinal, quem já não foi barrado por uma porta giratória. Depois de muito incômodo e processos na Justiça por danos morais as portas giratórias começaram a sumir de algumas agências bancárias.

Em uma delas no centro de São José dos Campos é um exemplo. A porta é automática e abre com a aproximação da pessoa. Essa possível tendência preocupa o Sindicato dos Bancários. "Os criminosos, eles querem o dinheiro dos bancos, precisam acessar o cofre do banco para pegar esse dinheiro. Com a retirada da porta-giratória esse acesso vai ser mais facilitado. A porta-giratória é essencial para a preservação da vida dos bancários, dos seguranças que lá trabalham e do usuário das unidades bancárias", disse o diretor jurídico do sindicato, Marcus Palmeira.

Segundo o histórico da Federação Brasileira de Bancos a porta-giratória promoveu em 10 anos uma queda de 82% no número de assaltos à agências no Brasil. Em 2000 foram registrados 1.903 roubos no país, em 2010 foram 337. Apesar disso, o mecanismo nunca foi obrigatório.

Para funcionar, todas as agências devem ter um esquema de segurança aprovado pela Polícia Federal. São obrigatórios um vigilante armado e um sistema de alarme. Neste caso a porta giratória é um item opcional.

O Banco do Brasil e o Itaú já retiraram a porta em algumas agências no país. Outros bancos cogitam a possibilidade. "Como são criativos, tem outras maneiras de por segurança, de uma forma que não deixe os clientes esperando e passar por constrangimento", disse a cabeleireira Ilza Bete Soares Viana.

O projeto de lei aprovado pela Câmara proíbe que os bancos de São José dos Campos retirem a porta giratória na cidade. O projeto vai agora para a prefeitura, que tem 15 dias para sancionar ou não a lei.

0 comentários para "Bancos tiram portas-giratórias, mas Câmara pede para manter, em SJC"
Deixar um novo comentário

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.Mínimo de 70 caracteres, por favor, nos explique melhor.