Cancelar
Acesso CNTV

Insegurança: No Mercantil, trabalho é no final da tarde

30Set

Se no Bradesco os funcionários têm de chegar antes da manifestação, no Banco Mercantil do Brasil o horário de trabalho começa depois que o piquete é desfeito, a partir das 16h. Após denúncia, o diretor do Sindicato dos Bancários da Bahia, Agnaldo Santana, conversou com a direção do banco, nesta quarta-feira (28/09), e ficou acordado que o problema não se repetiria. Mas, não foi o que aconteceu.

O assédio moral foi comprovado pelo diretor, que resolveu esticar o piquete. Ele flagrou diversos bancários chegando depois do horário para trabalhar e clientes para fazerem as transações que precisavam.

Para o Sindicato, essa atitude do banco é uma afronta ao movimento de greve, um direito de todo trabalhador. “Os empregados são obrigados a esticar até tarde da noite, até que o serviço acabe, sem a mínima segurança, pois os vigilantes vão embora. Imagime um banco aberto à noite em plena avenida Sete de Setembro. É um absurdo”.

0 comentários para "Insegurança: No Mercantil, trabalho é no final da tarde"
Deixar um novo comentário

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.Mínimo de 70 caracteres, por favor, nos explique melhor.