Cancelar
Acesso CNTV

PM prende o último membro da quadrilha que matou vigilante em SP

19Mai

Em ) - 10 13 2011


Homens da Polícia Militar, do 49º BPM/I, prenderam - às 14h30 de ontem, no Morada das Vinhas - o último integrante do bando que assaltou a empresa de bebidas Ambev, na Rodovia Tancredo Neves, no Santa Gertrudes, na madrugada de 21 de janeiro de 2011.

Caio César Caetano da Silva, 25 anos, foi pego pelo tenente Dresa, sargento Pascoetto e soldados Jerry, Flávio, Carmo e Marcos, conduzindo um Gol preto, produto de roubo.

Nascido em Jundiaí, o marginal se identificou com uma CNH falsa, com nome de Maicon, por isso responderá também por uso de documento falsificado, além de receptação de veículo.

Pesam sobre ele as acusações de latrocínio (roubo seguido de morte) e formação de quadrilha, por causa do crime nas dependências da empresa, cujo desfecho teve a morte do vigilante Cledson Martins de Sousa, 34, ligado a uma prestadora de serviços de segurança. A vítima faleceu com tiro de espingarda calibre 12 nas costas, considerado acidental por membros da quadrilha.

A prisão de Caio foi possível graças a uma denúncia anônima, recebida pela PM. Imediatamente os policiais foram ao Morada das Vinhas e acharam o acusado.

10 na cadeia
No último dia 13, a Polícia Civil de Jundiaí, por meio da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), anunciou a detenção dos outros 10 integrantes do bando que, no final de janeiro, invadiu a Ambev, levando três revólveres de vigilantes e R$ 5 mil em dinheiro.

A prisão preventiva dos nove adultos da quadrilha ocorreu nas últimas semanas. A investigação da DIG durou três meses e meio, e foi completada por reconhecimentos fotográfico e pessoal dos suspeitos. Os 10 ladrões são de Jundiaí e Várzea Paulista e estão no CDP jundiaiense.

São eles: Ricardo Aparecido Santos, 33 anos; Wanderley Rodrigues Dutra, 37; Odair Rodrigues da Silva, 33; Guilherme Ramos (vulgo ‘Grilo’), 18; José Fernando Soares Borges, 25; Ericson H. Marques Silva (‘Cabecinha’), 24; Tiago Jonatas Damasceno, 28; Allan Carlos S. Gouveia, 22; e Jean Renato Vieira, 31.

O menor W.C.S., 16, foi apreendido e está na Fundação Casa de Jundiaí. Ele, de acordo com o delegado, fugiu para a cidade paraense de Jacundá, mas foi pego por policiais da DIG, que viajaram até o Pará para trazê-lo de volta. Um motorista (cujo nome não foi revelado) deve ser indiciado nos próximos dias. Uma das testemunhas, cujo nome também foi mantido em sigilo, está amparada pelo Programa de Proteção a Testemunhas do Governo Federal.

O líder
Segundo a DIG, Ricardo é considerado o líder da quadrilha. Foi na casa dele, no Jardim Promeca, em Várzea, que os primeiros envolvidos se reuniram. Também foi divulgado pela Delegacia que a maioria dos ladrões entregou os próprios integrantes do grupo, o que facilitou o trabalho da polícia. Quase todos têm passagens por roubo e tráfico de drogas.

Vários depoimentos dos membros do bando apontam José Fernando Soares Borges como autor do disparo que matou o vigilante Cledson, na madrugada de 21 de janeiro.

0 comentários para "PM prende o último membro da quadrilha que matou vigilante em SP"
Deixar um novo comentário

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.Mínimo de 70 caracteres, por favor, nos explique melhor.