Cancelar
Acesso CNTV

Bancários de Brasília criam disque-doação para desabrigados do Rio

19 Jan

Desde a semana passada, os bancários de Brasília estão mobilizados para ajudar os moradores da região Serrana do Rio de Janeiro e de São Paulo. Além dos postos de coleta instalados em sua sede (EQS 314/315 Bloco A), aberto 24h, e nos setores Bancário Sul (em frente ao edifício sede I do Banco do Brasil) e de Autarquia Sul (em frente ao edifício Matriz I da Caixa Econômica Federal), o Sindicato montou um disque-doação para recolher donativos às vítimas das chuvas.

Quem quiser doar roupas, alimentos não perecíveis, água potável, colchonetes, produtos de higiene pessoal e velas basta telefonar para 3262-9090 (falar com Paulinho). O Sindicato disponibilizou um veículo para recolher as doações em qualquer lugar do Distrito Federal.

"A família bancária, com mais de 24 mil trabalhadores em Brasília, está convocada a ajudar as vítimas das chuvas do Rio e de São Paulo. Se cada um fizer uma doação, poderemos reduzir um pouco o sofrimento das mais de 13 mil famílias desabrigadas e desalojadas na região Serrana fluminense. Os parentes e amigos dos bancários também estão convidados a participar desta corrente de solidariedade", diz Eduardo Araújo, presidente interino do Sindicato e funcionário do Banco do Brasil.

Moradora de Taguatinga Sul, a autônoma Maria Zélia Silva Ferreira foi uma das primeiras a acionar o disque-doação do Sindicato. Logo que foi informada por uma de suas filhas, a bancária da Caixa Econômica Federal Josélia Silva Teixeira, sobre a campanha dos bancários, Maria Zélia não titubeou e telefonou para o Sindicato (3262-9090).

"É grande o número de pessoas que querem ajudar, no entanto, a maioria não sabe onde entregar os donativos. Ações como esta desenvolvida pelo Sindicato incentiva a população a ajudar às vítimas das chuvas que precisam, urgentemente, de roupas e alimentos", observa Maria.

Representando o Sindicato, a secretária de Imprensa, Rosane Alaby, foi buscar pessoalmente as doações de dona Maria. A autônoma doou dez sacolas grandes com brinquedos, roupas de cama, bolsas, roupas e calçados para crianças e adultos, além de um colchão. Acostumada a recolher donativos para cidades de baixa renda da Bahia, Maria Zélia apoia a iniciativa do Sindicato e defende a participação da população em geral.

Na terça-feira (11), as enxurradas que atingiram as cidades de Nova Friburgo, Teresópolis, Petrópolis, Sumidouro e São José do Vale do Rio Preto, todas no RJ, deixaram mais de 672 mortos e 13.830 desabrigados e desalojados, segundo o governo do estado do Rio de Janeiro.

As doações recebidas pelo Sindicato serão encaminhadas à Polícia Rodoviária Federal (PRF), que entregará os donativos aos moradores atingidos pela tragédia na região Serrana do Rio de Janeiro.

Contas abertas para doações

O Sindicato dos Bancários de Teresópolis (RJ) abriu uma conta corrente para receber doações de qualquer valor:

Itaú Unibanco
Agência 6370
Conta nº 12379-3

A Prefeitura de Teresópolis (RJ) disponibilizou a conta "SOS Teresópolis - Donativos" para receber doações de qualquer valor:

Banco do Brasil
Agência 0741-2
Conta nº 110000-9

A Prefeitura de Nova Friburgo (RJ) também abriu uma conta para receber doações de qualquer valor:

Banco do Brasil
Agência 0335-2
Conta nº 120000-3

O Programa de Voluntariado do Viva Rio iniciou uma campanha de arrecadação de donativos. As doações podem ser enviadas para:

Banco do Brasil
Agência 1769-8
Conta nº 411396-9
CNPJ: 00343941/0001-28


0 comentários para "Bancários de Brasília criam disque-doação para desabrigados do Rio"
Deixar um novo comentário

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.Mínimo de 70 caracteres, por favor, nos explique melhor.