Por: CNTV | Confederação Nacional de Vigilantes & Prestadores de Serviços
Postado: 07/12/2017
Boletim eletrônico 07/12/2017
Empresa de segurança é condenada por morte de PM contratado para fazer “bico”
 

A Sétima Turma do Tribunal Superior do Trabalho condenou a Macor Segurança e Vigilância Ltda. a indenizar a família de um policial militar que trabalhava na escolta de caminhão de mercadorias da Companhia Brasileira de Distribuição (Grupo Pão de Açúcar) e morreu ao ser baleado em assalto. O relator do recurso, ministro Vieira de Mello Filho, chamou atenção para a precarização da atividade de segurança patrimonial armada, pois as empresas se amparam na formação militar do trabalhador e descuidam das normas necessárias para a contratação de serviço especializado.