Por: CNTV | Confederação Nacional de Vigilantes & Prestadores de Serviços
Postado: 22/04/2014
Boletim Eletrônico 22/04/2014
Para vigilantes de Porto Velho (RO), “calote” é de responsabilidade do governador e de empresa ligad
 

Depois de várias rodadas de negociação entre o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Vigilância (SINTESV) e o Sindicato das Empresas de Vigilância (SINDESP), o resultado foi uma proposta patronal de 6,38% de reajuste nos salários e benefícios, com o valor do auxílio alimentação ficando em R$ 15,04.