Cancelar
Acesso CNTV
A CNTV

A Segurança Privada no Brasil - Em 1968, em pleno período da ditadura militar no Brasil, organizaram-se e foram institucionalizadas guardas armadas de instituições financeiras, como resposta aos assaltos a bancos praticados por grupos políticos de esquerda para financiar as suas ações. 


Outros conteúdo relacionados
Ministério Público diz que GP descumpre deliberadamente Convenção Coletiva dos vigilantes
Empresa é responsabilizada por homicídio ocorrido no horário e no local de trabalho
Senado descumpre acordo e agiliza entrega da Petrobras e Eletrobras
Anulada decisão que condenou bancária a pagar R$ 67,5 mil ao Itaú
Mais uma vez, Câmara dos Deputados tenta calar manifestações populares de rua
Bancários realizam ato em defesa dos direitos nesta quarta (11)
Lula é declarado preso político por entidade de Direitos Humanos da Espanha
Medo do desemprego sobe e chega a maior nível desde 1996, diz CNI
Adicional de periculosidade incide também sobre o pagamento das férias, alerta sindicato
Polícia Federal divulga e-mail para denúncias de fraudes sindicais
Evento que vai até quarta-feira, debate novas formas de organização do movimento sindical
Unidas, CUT e demais centrais aprovam Dia Nacional de Luta para 10 de agosto
Bancários definem reivindicações e entregam pauta aos bancos no dia 13
Cristiane Brasil é alvo de operação da Polícia Federal contra fraudes no Ministério do Trabalho
Presidente do SVNIT fala sobre segurança clandestina em reunião Conselho de Segurança de Niterói
Só armar os vigilantes de carros-fortes não diminuirá ataques, diz diretor da CNTV
CCT 2018 - PIAUI - Transporte de Valores
Qual é o prazo para o INSS analisar um processo de aposentadoria?
São Jerônimo, hoje (4ª ), e Camaquã, amanhã (5ª), encerram rodada de assembleias
Justiça Condena Empresa a Pagar Indenização a Vigilantes de Itaguaí e Seropédica
Câmara de Vereadores aprova projeto de lei que prevê contratação de vigilante noturno em agências bancárias
Polícia prende três suspeitos de explodir banco e carro-forte durante assaltos no Ceará
A CADA DIA CRESCE O ÍNDICE DE ATAQUES A CARRO FORTES NO BRASIL
Com um espaço para negociação o 7º protesto na governadoria tem uma trégua nesta semana e poderá voltar na terça seguinte, dia 22/05
Para juízes, nova lei trabalhista deve se subordinar à Constituição